☽❍☾

Grimoriun Noua
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Torneio Noua Para Aprendizes a partir do dia 01/07/2012 Participe
Venha fazer parte dessa Familia... Vire um Moderador(Vagas Abertas)
De sua VOZ nos contacte para reclamações de Sugestões sua VOZ tem PODER

Compartilhe | 
 

 > Goétia <

Ir em baixo 
AutorMensagem
|Mestre| Noua
Grãn Mestre
Grãn Mestre
avatar

Mensagens : 153
Sabedoria : 1077
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/04/2010
Idade : 117
Localização : Cidade da Babilonia

MensagemAssunto: > Goétia <   Qua Jun 20, 2012 8:43 am

Goétia Claviculas de Salomão e Lemegeton

Um dos temas mais difundidos e debatidos na cena ocultista atual (ao
menos a cena ocultista virtual). A fama do sistema vem não apenas das
entidades presentes na lista que acompanha a descrição do sistema,mas
também pelas tentadoras promessas feitas nas descrições das mesmas.
Dinheiro
fácil,sexo,o amor da sua vida,a morte de um inimigo. Afinal,qual ser
humano não sucumbe a tantos prazeres concedidos de formas simples e
rápidas?
Infelizmente o sistema tem sido praticado por diversas
pessoas indignas atualmente. Preguiçosos,mentirosos ou simplesmente
ignorantes demais para ler um simples livro lotam até transbordar as
páginas da internet pedindo explicações toscas que elas mesmas poderiam
obter se realizassem uma rápida pesquisa sobre o assunto em um livro
relacionado.

A Árs Goétia ("Arte de Uivar") é um sistema mágiko
de Evocação de entidades diversas,que coloca o magista em um suposto
comando total sobre as mesmas,deixando-as sob sua Vontade.
Até aí,parece tudo muito fácil e tranquilo.
O
sistema envolve o uso de uma gama de objetos físicos e conjurações,cada
um representando um diferente e importante aspecto do ritual em si,que
não pode ser omitido para o sucesso ou ao menos para a diminuição da
chance de falhas.

Origem do Sistema:
Ninguém
sabe ao certo de onde o sistema goético surgiu. Alguns dizem que ele
foi entregue pelos Anjos para o rei bíblico Salomão. Mas fontes mais
coerentes dizem que tal grimório foi escrito na Idade Média,por um
magista que desenvolveu o sistema e registrou alguns de seus contatos
com entidades capazes de atendê-lo por ele. Para popularizar o sistema
sem ter problemas com a Inquisição católica,o autor original teria
nomeado o grimório de CHAVE DE SALOMÃO,esquivando-se da fama de
demonólatra e popularizando o livro com o nome de um personagem
histórico (prática comum na idade média). Aproximadamente como o autor
do Corvo Negro (que será analisado em outro tópico) fez ao atribuí-lo
ao fictício personagem Fausto.

Sobre as entidades:
Um
ponto importante e muito confundido sobre a chave de salomão. Apesar do
que dizem por aí,existem muito mais do que 72 dêmonios na goétia. Os
famigerados 72 foram apenas os catalogados com o tempo pelos escritores
e re-escritores do tomo. Uma gama absurda de entidades pode ser
convocada com o sistema. Desde elementais,a entidades planetárias,Anjos
(Theurgia Goétia,onde o sistema é alterado),e os demônios.
Talvez
o número escolhido (72) tenha sido em relação ao SHEMANPHORASH de fato.
Mas não é por isso que as entidades estão lá. Elas são tampouco
"arquétipos mentais do mago",uma vez que a existência delas independe
da nossa.
Os espíritos registrados no primeiro tomo do Lemegeton
são deidades mistas de várias culturas,do Egito e África até oriente
médio,babilônicas,entre outras.Todos tornados dêmonios pelo catolicismo
durante a ascenção da Igreja. Acho que nao há coincidências aí.
Apenas
tenham em mente quando decidirem clamar pela vinda de uma destas
entidades que o fato dela ter sido um Deus adorado por um povo antigo
não a torna pacífica e sociável. Lembrem-se que postar um maldito
agradecimento na internet não vai agraciar uma entidade a qual
provavelmente tinha enormes derramamentos de sangue como paga a
milênios atrás.
Difícil saber de onde as pessoas tem idéias assim... mas isso deixemo-as ver com o tempo.

Sobre os tomos:
Enquanto
a Ars Goétia e a Theurgia são largamente difundidos,a Clavícula
Salomonis e as outras partes da Obra são raramente lidos e
compreendidos. Mas são ainda assim de importância crucial um para o
outro. Entender todo o livro é necessário para praticar a goétia de
forma eficaz. A clavícula de salomão registra passo a passo os
instrumentos necessários para rituais evocatórios,incluindo os
perfumes,incensos,consagrações,purificações e um circulo diferente do
relacionado a evocações demoníacas. Este último seria proprio para
lidar com determinada frequência de entidades possivelmente
agressivas,contendo em si os nomes de Anjos,Sephiras e nomes de
Deus,bem como toda uma simbologia que torna o magista,naquele momento,o
centro de seu microcosmo. Vide o Alpha e o ômega presentes sob seus
pés.

Os livros foram inspirados principalmente na cultura
Judaica. O alfabeto hebreu e muitas das entidades listadas explicitam
isso,bem como as evocações e invocações de IHWH (Deus,Jeová).
Portanto,se você não crê em Deus faz-se necessária uma série de
adaptações para o seu deus. Do triângulo até as vestimentas sofrem
alterações. A maioria dessas modificações são de pouca confiança a meu
ver,mas há quem goste. No fim,se a entidade não destruir você de alguma
forma ou enlouquecê-lo é porque está tudo indo bem.

Saindo do Cìrculo:
Então
você tem um dêmonio preso a um triângulo,enquanto você está protegido
por uma tonelada de proteções em um círculo. Você ordena,ele não tem
opções e obedece. Se demora ou recusa-se,você o coage por medo,dor ou
negociação a fazê-lo.
A realidade dos magistas e divulgadores da goétia parece linda. Só parece.
A
maioria se esquece que ao sair do círculo,do local selado e protegido a
entidade pode ter armado um belo golpe para eles. E é justamente nessas
horas em que as ofensas proferidas aos espíritos são cobradas,e a dor
devolvida. E é nesta hora que,se você deseja de fato ser um evocador de
entidades,deve se proteger mais. Todo tempo em que se está fora do
círculo evocatório.
E isso,são raros os que fazem,pois são raros os que de fato evocam utilizando-se da Goétia...

Aparatos Magikos do Sistema Goético

O triângulo da Arte:

Um dos componentes
essenciais a qualquer evocação. Rezam as lendas que era através do
segredo deste triângulo que salomão comandava os espíritos a lhe
obedecerem e fazerem a sua vontade. Bom,talvez Salomão conseguisse,mas
atualmente sabemos que apenas isto não basta para COMANDAR os
espírito,mas é um simbolo que o "aprisiona" durante a
evocação,impedindo que ele retorne para seu plano de origem,e impedindo
que ele expanda sua área de atuação (ou sua energia) para influenciar
outros locais do templo.
Ele não é um instrumento opcional se você
quer evocar um espírito. Pode ser desenhado no chão com uma
pemba,traçado em papel e recortado,traçado com fita,enfim... o
importante é que respeite as palavras,o círculo negro no centro e ocupe
a posição correta em relação ao magista. Ele deve ser colocado a dois
pés de distância com a ponta superior voltada para a direção cujo
espírito (goético,elemental ou outro) deverá aparecer,de acordo com a
energia elemental que o rege.



Os nomes no triângulo são:

-ANAPHAXETON:
Muitas fontes citam esta palavra como significando "Grande Deus de toda
hoste celestial". Fontes mais confiáveis vão um pouco além.
A
palavra pode ser uma corruptela do Grego bíblico ANAPHEXION,onde ANA =
"através" e "PHEXION" = luz,clareza,tornar claro ou ANAPHENETON =
"através da manifestação". ANAPHAINETON poderia ser também a palavra
original,dita por um grego a um latino,ocorrendo então troca de
fonemas. A palavra poderia significar "acender fogo".

-PRIMEUMATON:
Segundo as fontes básicas,"Primeiro e Ultimo". Segundo pesquisas:
Corruptela de duas possíveis palavras,Primoimaiton ou Prinoimaiton. De
raízes gregas,com "Oimaton" significando "Pensar" e "Primus" de raíz
latina "primeiro". O que leva ao real significado da palavra "Pelo
primeiro pensamento" ou "antes de pensar".

-TETRAGAMMATON:
"τετραγράμματον". Esta palavra foi a única cujas fontes bateram com as
comumente encontradas. "O inefável nome de IHWH". Em grego
aparentemente IHWH era grafado como Tetragammaton.

-MICHAEL:
Ao redor do círculo. É o anjo do fogo,o elemento da manifestação,e
também Arcanjo guerreiro. Sua invocação pelo seu nome supostamente
impediria ações violentas dos espíritos para fora do triângulo,contendo
a energia. Ou por ser arcanjo do elemento da manifestação,ao
combinar-se com os outros elementos,geraria o canal de comunicação com
a entidade,abrindo as portas do templo para o astral.

Segundo alguns autores como Lon Millo Duquette,as
inscrições no triângulo são totalmente de acordo com a crença do
magista. Então,ele as alterou a seu bel-prazer,resultando em um
triângulo totalmente voltado a Thelema,utilizando sua simbologia e
filosofia. Resultando nisso:



Eu
pessoalmente não aconselho a alterar sistemas mágikos antigos. Mas cada
um é cada um e eu não me responsabilizo por falhas ou desastres. Há
ainda alterações feitas pelos Satanistas Tradicionais,como Michael W. Ford em seu livro (recém lançado no brasil) "Goétia Luciferiana":



Nele
o nome do Arcanjo Miguel foi alterado pelo seu correspondente
negativo,Azazel. Para este autor influente no satanismo,o nome de
Azazel seria conivente com a crença dos Satanistas,que buscam contato
com energias pesadas e negativas e aproximação com Lúcifer e Shaitan.
Para ele,a simbologia do triângulo também muda,tornando-se um aspecto
de Hécate,representando uma encruzilhada,a qual seria ponto de encontro
de entidades. Apesar de para ele a Vontade do magista prneder o
espírito e não alguma força divina,eu estive pensando recentemente ao
reler seu livro (que é brilhante em muitos aspectos) que ele não
alterou o nome do Tetragrammaton. A força de IHWH portanto ainda
estaria presente no ritual.

Para evocações mais simples ou de
entidades menores ou evocadores experientes,um triângulo simples,sem
palavras,apenas com a energia do magista já seria o suficiente. Em
todos os casos o triângulo deve ser devidamente energizado antes de ser
utilizado.

Bom,este foi o primeiro elemento que eu falei
sobre. Quaisquer informações adicionais serão bem vindas. Em uma
continuação breve falarei sobre mais um item.

Sigam pela Via Sinistrae.

O Circulo Magiko



Segundo item crucial da lista.
O
círculo é famoso e utilizado em diversas culturas,com simbologias
diversas. Aqui avaliaremos seu aspecto exclusivamente relacionado ao
sistema goético.



Esta
é a imagem clássica do círculo mágico junto ao triângulo. Nele esté
contida toda uma simbologia que deve ser absorvida e interpretada pelo
Evocador,caso ele queira realmente ser protegido de algo,visto que o
círculo protege apenas quem crê na simbologia envolvida.
Começaremos de fora para dentro do círculo.

A
volta do círculo estão 4 Pentagramas,contendo a inscrição
TETRAGRAMMATON silabada em suas pontas,com o Tau (T) ao
centro,representando o Deus IHWH. A palavra "Candle" (vela) também está
silabada nas laterais de cada pentagrama,mais como uma instrução que
qualquer outra coisa. O interior de cada estrela deve conter uma
vela,idealizando sua luz.

O nome de cada ponto cardeal indica
para onde deve estar voltado o triângulo de acordo com o espírito
evocado. utilizando-se de uma bússula ou da lógica,deve-se descobrir
corretamente os pontos cardeais e posicionar corretamente o círculo em
direção a eles.

A serpente enroscada,lembrando um Ouroboros
representa o Universo,tendo a seu centro o magista. É o universo do
Evocador,dentro do círculo ele comanda todo fluxo energético,criação e
destruição no astral. Somente entidades convidadas entram no seu
círculo e nada sai sem sua permissão.

As inscrições no
interior do círculo tradicional estão em hebraico. São nomes de
Deus,alternados com nomes de Sephiras da árvore de LVX da Cabalah e
nomes de Anjos. Supõe-se ser uma perfeita forma de proteção,desde que
ninguém teria mais poder que o criador de todo universo. Também é uma
forma de relacionar o Macrocosmos do Criador com o Microcosmos do
magista,que é uma versão resumida,distorcida,corrompida,mas que ainda
assim contém uma centelha divina em sua alma da imagem e semelhança de
IHWH.

Os Hexagramas no centro do círculo interior representam o
sigilo de Salomão,que o mesmo utilizaria para proteção pessoal. Em suas
pontas a palavra ADONAI é soletrada,um dos nomes divinos de Deus. Em
dois deles pode-se ler a inscrição ALPHA e ÔMEGA,o início e o fim. Era
desta forma que Deus falava sobre si mesmo,como sendo o inicio e fim de
todas as coisas.

No losango central estão contidas as inscrições
IHWH (em hebraico),o nome do próprio Deus abreviado,pois segundo os
Hebreus e Judeus a palavra é impronunciável para qualquer ser humano
impuro,e consiste no verbo SER no presente. Por isso em hebraico e
aramaico não existe a expressão "Eu Sou",utilizada apenas pelo próprio
Deus. Apenas ele É.

Como último detalhe,as cruzes de ferro servem apenas para separar os nomes e símbolos envolvidos.

Abaixo uma versão transliterada do círculo:


Assim
como o triângulo da Arte,há aqueles que costumam alterar ou adptar para
sua crença pessoal o círculo. Caso você não acredite ou repudie de
todas as formas esta ideologia,siga o mesmo conselho que na postagem
anterior. Abaixo vemos como o autor Lon Millo Duquette alterou o círculo para sua proteção,e como muitos satanistas fazem atualmente:


Para
mais detalhes sobre o círculo mágico da goétia,bem como as palavras
transliteradas e outras considerações e instruções há um pdf. no tópico
de Downloads explicando tudo,em português. É só baixar e começar os
estudos e práticas.
Sobre o Sistema
ha muito a ser debatido sobre tal, principalmente de algumas
contradições sobre o sistema e seus "demônios", que são Deuses antigos.

Acredito que uma mudança de concepção, como de Demônios para Deuses, faz com que muita coisa perca o sentido.

Devemos lembrar também, que na lenda, Salomão é um magista devoto do deus único e, portanto, submisso e temente ao mesmo.

Outro
fato que deve ser levado em conta, é que na época em que esse tipo de
magia estava sendo abordado (e possivelmente criado), a igreja já
promovia uma campanha contra os demônios, o que forçavam aos autores e
aos editores da época terem certeza que todo o trabalho era feito pelo
"poder de deus", sempre subjulgando o do "demônio". Se não fosse tal
ato, muito mais ocultistas seriam levados à morte, como foram alguns
que ficaram em evidência, sob inúmeras acusações.

Sem contar que
a própria igreja, com a loucura e obsessão pelos demônios, seus feitos,
poderes, hierarquias e todo o universo dos "inimigos de deus e dos
homens", garantiram (para a sorte de nossa geração) a preservação e a
composição de MUITO material, aliás, se não fosse a igreja e sua
obssessão por tais assuntos, não teríamos praticamente nada atualmente.

Não invalido sistema algum.
Existem muitas pessoas que fazem exatamente o que está escrito no Lemegeton, e da certo.

Eu pratico as invocações Goéticas, mesmo que não siga nem as idéias e nem os conceitos salomônicos.

Mas muitas coisas não deve ser mudada, ao meu ver, como por exemplo os planetas que regem os Daimons e suas correspondências.
Mas
pela minha experiência, suas figuras, quando "horrendas", são jogadas
ao lixo. Assim como também suas descrições como seres sem dignidade e
mentirosos. Aliás, essa é a visão que a igreja fez dos antigos Deuses,
que eram malignos e mentirosos.

Acredito, que com todo o
material que estou compondo, eu tenha um outro sistema, que seria agora
não uma versão do Lemegeton, mas algo novo, tanto nos conceitos quanto
na prática, sendo mais próximo a umj tipo de bruxaria tradicional, ao
invés de algo mais moderno ou leviano.

Mas devo dizer também,
que o que eu componho é baseado em outras tradições e mistérios, e não
simplesmente "o que der na telha", pois uso de outros poderes e fontes
que tenham a ver com o que faço.

Nada é sem direção.

Para mudar um sistema, deve se ter ao menos algum conhecimento e, claro, vocação pra coisa acontecer.

Se
resgatar o termo Goes usado como alcunha dos que tinham a capacidade de
invocar os Daimons (tanto os bons quanto os maus) e o termo Magi (dos
astrólogos persas), e a figura do MAGO (Magoes), o termo 'Goeteia'
(atribuído aos Goes, que também eram mal vistos e marginalizados, usado
o termo para se referir a sua arte daemônica ou funerária, ou ainda a
algum tipo de mentira ou enganação) e a demonização dos Daimons, vê-se
uma fórmula linear quanto a Goécia como conhecemos.

Não que seja ruim, pois o melhor de tudo, é termos acesso à essa arte no final de tantos séculos.

Bem, mas tudo isso é muito assunto com muitos pontos diferentes.

O
Sistema se mantém para quem acha necessário e para quem segue ou
compartilha dos conceitos de Schlomo, para quem não segue ou não acha
necessário, o jeito é testar e praticar suas divergências afim de
atestar sua eficácia por sua conta em risco.
Por isso adoro o direito de "escolher".
Nele encontramos todas as bênçãos e todas as maldições da humanidade.

Hierarquia e Horas Planetárias dos Daemons:


Ditam as clavículas de Salomão que cada um dos espíritos listados e
catalogados por ele em seus tomos é acessível a uma hora específica do
dia. Combinando-se com os conhecimentos planetários e das horas mágikas
do dia, a entidade em questão seria mais acessível durante uma hora
correta,quando ela estaria mais "ativa" e propícia a ser contactada.
Tal hora varia de acordo com o planeta regente a entidade. Tal detalhe
é importante em um sistema onde a prioridade é minimizar os erros e
chances de falha para encontrar-se com a entidade correta.
Outro
aspecto citado por Salomão em sua obra e diversas vezes negligenciado
são as Hierarquias. Elas não são importantes apenas para as entidades.
Para o evocador que está lidando com elas,é crucial entender com o que
se está lidando. Portanto dificilmente você conseguirá lidar com um
Marquês ou um Conde se você não faz idéia de o que é o título,o que ele
representa e o grau de importância dele. Respeitar o título e clamar
pelo nome correto pode fazer toda diferença entre uma evocação e um
desastre. Assim como o sigilo,o nome também carrega a impressão
energética necessária para encontrar e trazer a si uma entidade, tal
qual um sigilo verbal. Mas falarei de sigilos sonoros e energização
deles em outra postagem mais adiante. Por hora deixo a vocês uma tabela
organizada a algum tempo por mim,apenas para fins de organização mesmo,
onde se encontram as informações retiradas das Clavículas sobre tais
entidades.

Hierarquias

Reis:
-Horário: Das 9h as 12h e das 15h até o por do sol
Metal: Ouro
Incenso: Olibano
Cor: Amarelo
Planeta: Sol

Daemons:
1- Bael
9-Paimon
13-Beleth
20-Purson
32-Asmoday
45-Vine
51-Balam
61-Zagan
68-Belial


Marqueses
-das 15 as 21h e daí até amanhecer
Metal: Prata
Cor: Violeta
Planeta: Lua
Incenso: Jasmim

Daemons:
4-Samigina
7-Amon
14-Lerajé
24-Naberius
27-Ronove
30-Forneus
35-Marchosias
37-Phenex
43-Sabnock
44-Shax
59-Orias
63-Andras
65-Andrealphus
66-Cimejes
69-Decarabia


Presidentes
-a qualquer hora do dia,com exceção a noite e o crepúsculo,a menos que se invoque seus reis.
Metal: Mercurio
Cor: Laranja
Planeta: Mercurio
Incenso: Alfazema

DAEMONS:

5-Marbas
10-Buer
17-Botis
21-Marax
25-Glasya-Lebolas
31-Foras
33-Gaap
39-Malphas
48-Haagenti
53-Caim
57-Ose
58-Amy
61-Zagan
62-Valac

Duques
-livremente chamados,do amanhecer até anoitecer.
Metal: Cobre
cor: verde
Planeta: Venus
Incenso: Sandalo

DAEMONS:
2-Agares
6-Valefor
8-Barbatos
11-Gusion
15-Eligos
16-Zepar
18-Bathin
19-Sallos
23-Aim
26-Bune
28-Berith
29-Astaroth
41-Focalor
42-Vepar
47-Vual
49-Crocell
52-Alloces
54-Murmur
56-Gremory
60-Vapula
64-Haures
67-Amduscias
71-Dantallion


Principes e Prelados
-qualquer hora do dia
Planeta: Jupiter
Metal: Estanho
Cor: Azul
Incenso: Cedro

DAEMONS

3-Vassago
12-Sitri
22-Ipos
33-Gaap
36-Stolas
55-Orobas
70-Seere


Condes
-a qualquer hora do dia em florestas ou lugares calmos.
Planeta: Marte
Metal: Cobre ou Prata
Cor: vermelho
Incenso: Sangue de Dragão

DAEMONS

17-Botis
21-marax
25-Glasya-Labolas
27-Renove
34-Furfur
38-Halphas
40-Raum
45-Vine
46-Bifrons
72-Andromalius


Cavaleiros
-crepusculo ao alvorecer,das 16h até o sol se por.
Planta: Saturno
Metal: Chumbo
Incenso: Myrrah

Evocação de um Quimbandeiro

Segue uns modelos de minhas evocações na Goetia, voltado a meu culto e crença
uma
vez que nao sigo o modelo padrao por nao ser cristao, tem se mostrado
mto bem, pois tem funcionado, pelo menos pra mim, entao quem for da
quimbanda... a vontade para tentar

Invocacao Preliminar


Oh
Grande Maioral, que a trindade inversa neste momento possa fazer parte
de meu ser, que eu esteja contigo assim como você esta comigo, e que
por seus três aspectos, Lúcifer, Belzebu e Aschtaroth, que sempre
reinou na Terra, separando o justos dos injustos, possa eu estar
preparado para esta Evocação.
Por Lúcifer, o portador da Luz, que
também anda nas Trevas, Julgado injustamente foi pelos humanos e por
anjos, que esteja comigo entre luz e trevas.
Por Belzebu, o portador
do poder, cuja energia foi animalizada por causa de sua grande
densidade, que esteja comigo agora com seu poder.
Por Aschtaroth, o
portador do conhecimento, que sua sabedoria seja minha sabedoria,
esteja comigo e me de a visão correta para as perguntas corretas
Sou
um Quimbandeiro que cultua todos os grandes seres que na Terra comandam
em nome do Maioral, trabalho com todos que posso de sua falange, seja
exu, seja Pombo-Gira, Quiumbas, Quimbas ou Serrafilas, que pelo
merecimento de ser um dos seus sacerdotes em Terra, em Terra também eu
possa contar com sua força, sabedoria e proteção.
Se pelos cruzeiros
do destino passar, que o maior ser de lá possa me guiar, Senhor Exu Rei
dos 7 Cruzeiros do Universo, Se pelos cemitérios passar, Seu Omolu
possa me afastar das sombras e dos buracos me levando para a verdadeira
saída, Conto com a sagacidade e malandragem de meu adorado amigo Zé
Pilintra, junto dos Bruxedos de minha amiga Rosa Caveira e Rainha das 7
Encruzilhadas, Ainda pela minha essência da antiga Bruxaria,
descendente em éter do Grande Bruxo São Cipriano e Bruxa de Évora,
agora me Torno a soma de todas as energias invocadas e assim comando
terra, fogo, água, ar e ESPIRITO !




A Conjuração ou Chamada dos Espíritos

Eu
executei o que foi decretado para conjurá-lo, oh espírito de N. e estou
armado com MAJESTADE SUPREMA, e eu voz comando em força, por Lúcifer,
por Belzebu e por Aschtaroth; pelos príncipes, pelos gênios, pelos
linches e pelos poderosos ministros do inferno; e pelo príncipe maior
que se assenta no trono do lago de fogo dos 7 Infernos, eu vos invoco,
e conjuro. E sendo armado com a potência da MAJESTADE SUPREMA,
eu
vos comando em força, por Aquele que decreta e está feito, e que esta
acima de todas as criaturas e de mim mesmo, sendo feito à imagem do
MAIORAL, assumindo a potencia de MAIORAL e sendo feito conforme a Sua
Vontade, eu voz exorcizo pelos três nomes do MAIORAL, Belzebu Lúcifer
Aschtaroth fortes e esplendorosos; Oh espírito N. eu comando-o até mim
no nome Dele cuja palavra é ALUPO e por todos os nomes do Maioral e de
seus Ministros: Lúcifer, Belzebu, Aschtaroth, Put Satanakia, Saghatana,
Nesbiros, Agalieraps, Fleruty, Tarchimache e Omoloum, SENHOR DAS
PROFUNDESAS, que N. venha até mim, diante deste circulo e apareça
manifestando-se em forma humana, isento de deformidade ou malícia. E
pelo Nome Inefável, MAIORAL DA QUIMBANDA, supremo senhor dos elementos,
cuja pronuncia
agita o Ar e enfurece as Chamas, extingue a Água e
treme a terra e todos os anfitriões demoníacos, terrestres e celestes
são afligidos e confundidos. Portanto vinde, oh espírito ( Nome do
Espírito), prontamente e sem atraso, de qualquer parte da terra onde
estejas ou onde se encontre vosso reino, e trazei respostas
inteligíveis as minhas duvidas. Apareça, afável e visivelmente, agora e
sem atraso, conforme a minha vontade. Conjurado em nome do MAIORAL
portanto cumpre tu os meus comandos, e persiste neles, aparecendo
visivelmente e afavelmente falando com voz livre e inteligível, sem
nenhuma ambigüidade.



A Segunda Conjuração

Eu
conjuro invoco e comando, oh tu espírito de N., a manifestar-vos
visivelmente e mostrar-vos a mim diante deste circulo amavelmente sem
nenhuma
deformidade ou malícia; pelo nome de Lúcifer em nome do
MAIORAL,pelo nome Belzebu que muitos pensam conhecer e não sabem quem
realmente é,
pelo nome Aschtaroth que é o Ser mais próximo dos
infernos em Terra. Pelo nome Put Satanakia, que reina em torno de todos
mares e praias, pelo de Omoloum senhor supremo dos cemitérios, vida e
da morte chamado de Atoto das Almas.Pelo nome Saghatana, Braço esquerdo
de Aschtaroth, que cumpre seus mandados e ajuda em todas as demandas
possíveis e imagináveis quando invocado e evocado pelo Tarchimache, que
tem o poder de prender e Liberar todas as almas desobedientes, pelo
Fleruty, que pode estourar e queimar em fogo todo e qualquer sigilo
selo ou magia que se opor a seu caminho conhecido como Tiriri, e por
Nesbiros e Agalieraps que são seres ocultos, pouco vistos, mas estão em
toda a mata, rios, mares, lagos. E por este nome, e por todos os outros
nomes do Maioral e seus Ministros, eu vos exorcizo e comando, oh
espírito N., unicamente por ele que decreta e é feito, e a quem todas
as criaturas são obedientes; e pelos julgamentos terríveis do MAIORAL;
e pelo sombrio mar de vidro, que esta diante da MAJESTADE SUPREMA,
Grandioso e poderoso; pelas quatro bestas ante o trono, cheias de
olhos; pela chama eterna do Seu Trono; pelos anjos caídos do inferno; e
pela sabedora do poderoso MAIORAL; Eu voz exorcizo em poderio afim de
manifestá-lo ante este círculo para cumprir minha vontade em todas as
coisas que te forem solicitadas; Vinde, portanto, oh espírito N.,
execute todos os meus desejos conforme vossa função e capacidade.
Portanto, vinde visivelmente, pacificamente e afavelmente,
imediatamente, para manifestar meus desejos, falando com a voz
desobstruída e perfeita, inteligível e compreensível.

[/i]


A Terceira Conjuração

Eu
voz confino e conjuro oh espírito N., por todos os nomes mais gloriosos
e mais potentes do MAIORAL, que voz dirija até aqui desde os confins da
terra
onde teu império se encontra, responderá corretamente as
minhas demandas, visível e amigavelmente, falando com voz inteligível.
Eu voz conjuro e confino,
oh espírito N., por todos os nomes até
agora pronunciados; e pelo poder destes sete nomes que O MAIORAL
COMANDA a Terra, junto com vossos companheiros no Inferno e na Terra os
quais são Aschtaroth* Put Satanakia* Nesbiros* Agalieraps* Fleruty*
Tarchimache* e Omoloum* compareça ante este círculo para cumprir minha
vontade em todas as coisas que me parecerem adequadas. E caso ainda se
mostre desobediente e resista ao encantamento, pela vontade onipotente
e poderosa do nome SUPREMO E ONIPRESENTE do SENHOR MAIORAL que criou a
tudo o que existe no mundo, e tudo o que nele esta contido, e pelo
poder do nome OMOLOUM que reina sozinho nos buracos infernais, eu vos
constrinjo e vos privo de suas funções, da alegria e de seu lugar,
ligando-os a profundidade do poço sem fim, o Abismo, para que lá
permaneça até o dia do julgamento. E eu vos ligarei ao fogo eterno, e
no lago de fogo e enxofre, a menos que venha sem demora e apareça
diante deste circulo para fazer minha vontade. Vinde, pois, é dele o
MAIORAL que é a voz que tem te comandado.


Goetica Satânica:

Goétia Satânica é o que os desiformardos chamam de "Goétia da Ally", já
que ela foi uma das primeiras a divulgar essa forma de Goétia. A base
desse sistema é a crença de que todos os demônios (inclusive os
goéticos) são deuses antigos que foram adorados por muitos povos, mas
aí chegou o Cristianismo e começou a difamá-los, rotulá-los como
"maus". Os deuses dos antigos se tornaram "demônios".

Os
demônios não são necessariamente maus, eles te tratam como são
tratados, obviamente, ninguém gosta de ser desrespeitado e círculos de
nove pés, ameaças, etc com certeza são ofensas.

Muitos reclamam
que essa forma de Goétia é simples demais: basta um espelho negro, um
altar, o sigilo do demônio, incensos, uma ou mais velas da cor do
demônio ou pretas ou azuis e fazer uma única petição a Satã. O que as
pessoas se esquecem, é que esse é um sistema novo e, portanto, muito
versátil e adaptável, como um bebê que precisa crescer. Eu, por
exemplo, uso círculos (não pra me proteger dos demônios, uso pra abrir
um "portal" pro mundo astral), uso o Triângulo da Arte (mudando os
nomes pra uma forma mais satânica) e o deixo debaixo do espelho negro
com a intenção de auxiliar o demônio a se manifestar nele.

Existem mil e uma adaptações.

[b] Como funciona a Goétia Satânica:

Ter
uma fé em Satã (não do Satã da Bíblia, aquele lá só existe pra quem
acredita nele) e que os demônios são antigos deuses que devem ser
respeitados é o essêncial. Eu tô com preguiça de passar tudo sobre a
Goétia Satânica, então veja os relatos da Ally ou vá no site da Joy of
Satan. xD

[b] O que necessariamente são os demônios?

São
seres muito avançados fisicamente, mentalmente e espiritualmente que
criaram a humanidade por meio de engenharia genética (algo que bate com
a lenda dos anunnaki, coincidência?) e foram adorados como deuses. Eles
são imortais e uma estação é milhares de anos para eles. Eles criaram a
humanidade porque o planeta deles estava em sério risco e eles
precisavam de minérios terrestres para salvá-lo, por isso criaram nossa
raça: para sermos seus "mineradores".

Quando o processo de
mineração acabou, foi ordenado que fôssemos destruídos, mas alguns
desses seres queriam nos transformar em mais do que meros animais,
queriam nos tornar "deuses", assim como eles (por razões
desconhecidas), mas foram impedidos, amaldiçoados e banidos do seu
povo. Desde então, eles se empenham em instuir a humanidade, eles foram
adorados por nós durante eras, mas agora são chamados de "demônios",
pois o Cristianismo fez o favor de difamá-los.

Hoje em dia, seus
corpos físicos estão em outro planeta (eles nos deixaram há 10.000
anos), mas seus corpos astrais podem ser invocados/evocados por um
magista.

[b] Minha opinião:

Concordo plenamente com tudo
que foi dito acima, mas também não sou burro o bastante pra achar que
esses deuses são seres bonzinhos que só nos amam. Eles estão além do
bem e do mal, eles podem ser monstros com quem os desrespeita e seres
excelentes para com aqueles que os respeita ou os reverencia. Demônios
não são bons nem maus, pois "bem" e "mal" são conceitos que mudam e
variam de época e/ou cultura.

Os deuses/demônios podem aparecer
a nós em suas verdadeiras formas, humanas (se fomos feitos á partir do
dna deles, logo, somos semelhantes a eles), ou na aparência de
monstros. É o velho princípio da dualidade. Veja Astaroth: ela foi uma
deusa que recebeu vários nomes, como Asherah, Inanna, Ísis, Astarte,
etc, pra depois ser chamada de Astaroth, um anjo medonho, fedorento e
mentiroso (imagino que ela deve ser no mínimo "esquentadinha" por causa
disso rsrs). Ela sempre foi encarada como uma deusa do amor e
fertilidade entre os antigos, mas também pode aparecer na forma em que
está descrita nas Clavículas de Salomão por alguém que a desrespeita.
Esse é o princípio da dualidade.

Goetica Xamânica:

A cerca de alguns meses,creio que ainda no ano passado eu encontrei
rolando pela net esta pérola em relação a Goétia denominada "Goétia
Xamãnica".

Antes de descer o malho em mais esta distorção de
um sistema antigo e já há muito desrespeitado falarei um pouco sobre o
que se trata o assunto em si.

A goétia xamãnica tem por
objetivo invocar os Daemons listados na goétia utilizando para isso uma
viagem da erva Salvia Divinorum. Simples assim. Sem todos os aparatos
mágikos,sem as evocações,sem trabalho nenhum além de se dopar com um
sigilo de um Arquidemonio em suas mãos. Tudo muito bonito e fácil
demias para dar certo.
O livreto já começa mal,citando fontes da
wikipédia para definir goétia e xamanismo,sem citar nenhuma outra fonte
séria específica sobre o assunto. Depois segue com o autor assumindo
suas experiências com goétia e o uso de LSD.

Nas páginas
posteriores temos uma aula de como usar o alucinógeno,escolher o daemon
e simplesmente "levar um papo" com ele. Coisa bem a la Bob Marley,como
se Arquidemonios fossem seres tolerantes,sensíveis,bem dispostos e
felizes com suas existências.

Porquê NUNCA fazer isso?

Durante
uma evocação o magista deveria estar em plenitude com suas faculdades
mentais. Sua destreza e raciocínio afiados para não "dançar na mão da
entidade". Com o alucinógeno em seu sangue ele ficará mole,suscetível e
será nada mais que uma marionete nas mãos de um ser mais velho,mais
inteligente e com menos a perder do que ele.
A ausência de um
círculo mágiko tornaria o magista um alvo para diversas energias
negativas (Sim,os daemons tem frequência negativa - queiram vcs ou não)
que atravessariam diretamente sua carne e matéria astral. A ausência de
um triângulo tornaria a ação do Daemon fora de campo,como um carro
desgovernado,podendo atingir mesmo outros seres presentes na casa.
Por
último,mas não menos importante, Invocar significa trazer para dentro
de si. Uma entidade maligna e poderosa interferindo diretamente na
mente,corpo e astral de um pseudo ocultista chapado de erva não irá ter
bons resultados finais. Muito pelo contrário,eles serão desastrosos.

Não
irei postar o livro referido aqui. Pessoalmente sou contra o uso de
qualquer alucinógeno em rituais,com a excessão do alcool em leves
quantidades (Sou visceralmente contra qualquer droga ílicita) em
algumas formas de invocação.

A quem de fato interessar,é fácil
achar na internet uma pequena apostila sobre o assunto. Eu não
recomendo. Goétia não é brinquedo e muito menos desculpa para usar
drogas. Mas cada um que saiba de si... o aviso foi dado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://noua.livreforum.com
 
> Goétia <
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
☽❍☾ :: Sobrenatural :: Ocultismo-
Ir para:  
criar um fórum | Foros RPG | Harry Potter, Hogwart, | © phpBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Fórum grátis